Mais de 100 lésbicas, ‘gays’, bissexuais e transgéneros (LGBT) foram assassinados em 2016 na Colômbia, indicou um relatório da organização não-governamental (ONG) Colombia Diversa, que defende os direitos daquela comunidade.

Entre as 108 vítimas figuram oito lésbicas, 43 ‘gays’, dois bissexuais e 34 transgéneros, segundo a ONG que não dispõe de informação sobre as restantes 21 pessoas assassinadas no ano passado na Colômbia.

Em todo o país foram assassinadas 108 pessoas LGBT, um número que não representa uma mudança significativa relativamente a 2015, quando foram contabilizadas 116 mortes”, disse a organização, que reportou ainda 12 tentativas de homicídio e 256 agressões físicas contra a comunidade LGBT em 2016.