Montepio

União das Misericórdias aberta a entrar no Montepio, mas quer banco social

O presidente da União das Misericórdias, Manuel Lemos, admitiu estar aberto a entrar no capital do Montepio, mas não quer "por o carro à frente dos bois".

Manuel Lemos disse que já teve contactos, há cerca de duas semanas, com Pedro Santana Lopes, da Misericórdia de Lisboa

ANTÓNIO JOSÉ/LUSA

O presidente da União das Misericórdias, Manuel Lemos, admitiu esta segunda-feira estar aberto a entrar no capital do Montepio, mas não quer “por o carro à frente dos bois” e é preciso que se torne num banco de economia social.

Após uma audiência, no Palácio de Belém, em Lisboa, com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, em que o dossier Montepio não foi analisado, Manuel Lemos disse que já teve contactos, há cerca de duas semanas, com Pedro Santana Lopes, da Misericórdia de Lisboa, sobre o assunto.

“Vemos interesse num banco de economia social. Estamos abertos a conversar, com certeza”, afirmou Manuel Lemos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Montepio

Um Franciscano no Montepio

João Simeão
350

O franciscano vigário tem muito “saber de experiência feito” e é mestre do disfarce e da desculpabilização das suas incoerências: “não fica nada para mim, vai tudo para os meus frades, para a Ordem"…

Greve

O povo é quem mais ordena e a CGTP está fora /premium

André Abrantes Amaral

Quando os motoristas de matérias perigosas param o país e não se revêem na CGTP é a própria Concertação Social que está posta em causa, o que revela o quanto a geringonça distorceu esta democracia.

Eleições Espanha 2015

Sombras da guerra civil /premium

Manuel Villaverde Cabral

Não se espera uma nova guerra civil mas não são de afastar enfrentamentos de vários géneros, incluindo físicos, apesar da pertença comum à União Europeia, cujos inimigos em contrapartida rejubilarão!

25 de Abril

O Governo Ensombrado vai ao circo

Manuel Castelo-Branco
143

Se hoje é possível um programa como o Governo Sombra, foi porque o Copcon de Otelo não vingou. Porque apesar de serem “apenas” 17 vítimas mortais, as FP25 foram desmanteladas e os seus membros presos.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)