O principal assessor de Jeremy Corbyn (líder do Partido Trabalhista britânico), Seumas Milne, está no centro de um escândalo sexual no Reino Unido depois de ter sido apanhado envolvido com Jennifer Robinson, a advogada do fundador do Wikileaks, Julian Assange.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, Milne, 59 anos, casado, esteve durante pelo menos uma hora num hotel de cinco estrelas de Londres com Jennifer Robinson, de 36 anos. Os dois foram fotografados a beijarem-se na esplanada do hotel em pleno dia.

Seumas Milne comemora este ano 25 anos de casado com a sua mulher, Cristina Montanari, de 60 anos. O casal tem dois filhos.

Milne foi durante anos jornalista do jornal britânico The Guardian. Em 2015 saiu temporariamente do jornal para trabalhar com Jeremy Corbyn no Partido Trabalhista. No início deste ano, Milne deixou definitivamente o jornalismo para se dedicar à comunicação de Corbyn.

Jennifer Robinson também é uma cara conhecida dos britânicos. Além de ser advogada do Wikileaks — e, por isso, aparecer frequentemente ao lado de Julian Assange –, Robinson é amiga próxima da advogada libanesa Amal Alamuddin, mulher de George Clooney, chegando a estar envolvida na preparação do casamento dos dois, há três anos.

Testemunhas no local citadas pelo Daily Mail garantem que os Milne e Robinson estiveram durante cerca de uma hora naquele hotel, um dos mais caros de Londres (ficar lá uma noite custa 300 euros) a beber cocktails, aos abraços e aos beijos.

Seumas Milne já tinha sido notícia por colocar os seus filhos nos colégios privados mais caros da capital britânica (onde, inclusivamente, as crianças são divididas por sexos), ao mesmo tempo que, publicamente, participava na campanha do Partido Trabalhista em defesa da escola pública.

Até agora, nem Milne nem Robinson reagiram ao escândalo. Tanto o Daily Mail como o The Times explicam que já tentaram contactar os dois envolvidos, que recusaram comentar o caso.