Beleza e Bem Estar

Massagens orientais com final feliz? Não, estas acabam à portuguesa

334

Abriu em Guimarães e quer tratar da saúde a todos os pés, portugueses e não só. O conceito veio da Ásia, mas o Ponha Aqui o Seu Pezinho tem costela portuguesa, a começar no nome e a acabar no fado.

A especialidade deste spa urbano são as massagens aos pés, que podem durar de 20 minutos a uma hora.

Getty Images/iStockphoto

Andavam Vanessa Amaro e Gonçalo Lobo Pinheiro a descobrir o Camboja, em 2014, quando perceberam que uma massagem aos pés no final do dia podia fazer milagres. Desde aí que a ideia não lhes saiu da cabeça. Trazer o conceito para Portugal começou por parecer demasiado arriscado, em parte pela distância. É que este casal de jornalistas vive em Macau há sete anos, tempo suficiente para correr o continente asiático sempre que há férias no calendário. Um tempo depois, vistas bem as coisas, viram que tinha tudo para dar certo, a começar pela quantidade de turistas estafados, dispostos a uns minutos de relaxamento, sem comprometer o roteiro do dia.

“Sobretudo no sudeste da Ásia, as massagens fazem parte do dia-a-dia. Não é um luxo como na Europa, as pessoas fazem-no no final de um dia de trabalho, por exemplo”, conta Vanessa. E eis o primeiro desafio do Ponha Aqui o Seu Pezinho: mostrar que uma massagem aos pés pode ser uma rotina acessível a todos. Além disso, se os tuk tuks pegaram em Portugal (e de que maneira), porque é que as massagens orientais aos pés não haveriam de pegar?

O espaço inaugurou em junho, no centro de Guimarães, uma escolha pouco óbvia, ainda mais quando percebemos que nenhum dos dois tem ligação à terra. Era preciso começar por algum lado. Em Guimarães, encontraram um destino turístico, uma cidade com qualidade de vida, mas também uma forma de contornar um investimento inicial como o que seria necessário para abrir em Lisboa ou no Porto. “Não recorremos a nenhum crédito bancário. Foi tudo feito com as nossas poupanças”, admite Vanessa.

Montar o negócio à distância não foi fácil. Foram várias noites sem dormir por causa dos fusos horários e outras tantas à procura de terapeutas à altura. Encontraram, providenciaram-lhes formação e, hoje, há quatro massagistas prontos a pôr as mãos na massa, ou melhor, nos pés. O casal até já pensa em expandir o negócio. Os planos para trazer o conceito para Lisboa já estão em marcha, mas o novo espaço só deverá abrir portas no próximo ano.

O Ponha Aqui o Seu Pezinho visto por dentro. ©Divulgação

E se o objetivo inicial era atrair turistas, o Ponha Aqui o Seu Pezinho saiu-se bem melhor. Mais de um mês depois, já há clientes portugueses fidelizados, dos que se habituaram a aparecer uma vez por semana a quem já não vive sem uma massagem aos pés dia sim, dia não. As opções começam numa simples massagem podal de 20 minutos (12€), mas dá para tornar a experiência mais completa, através de tratamentos especiais. Pedras quentes (28€), pré-natal (30€) e reflexologia ao estilo tailandês (32€), com a ajuda de um pequeno pau, são as estrelas do menu, sempre só para os pés, exceto no caso dos pacotes (a partir de 25€), em que se pode juntar mãos, ombros ou cabeça. As escolhas não acabam aqui. A lista de óleos é extensa e deve ser adequada ao efeito pretendido. O risco de adormecer durante a massagem é menor. Tal como nos spas da especialidade nas grandes cidades asiáticas, em vez de marquesas, só há poltronas.

Os proprietários chamam-lhe “conceito de fusão”. À técnica da massagem oriental deram um toque português, a começar pelo nome, refrão que Gonçalo começou a trautear ainda durante a viagem ao Camboja. Trocaram a tradicional banda sonora dos spas orientais por fado, além dos produtos utilizados nos rituais, quase todos portugueses. Um deles é o chá, da Folha d’Água, uma jovem marca encubada na Universidade do Minho. É servido nos últimos minutos de massagem, como bom incentivo ao relaxamento. Melhor do que uma massagem com final feliz, só uma massagem com final português.

Nome: Ponha Aqui o Seu Pezinho
Morada: Largo Condessa do Juncal, 18, Guimarães
Horário: De terça a domingo, das 14h às 22h

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mgoncalves@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)