Mais de metade dos 152 distritos de Moçambique já tem pelo menos uma agência bancária, de acordo com dados divulgados esta terça-feira pelo Governo.

“No início de 2015, apenas 69 distritos num universo de 152 tinham pelo menos uma agência”, mas o número subiu para 84, ou seja, a cobertura subiu de 45% para 55% do total de distritos, anunciou o executivo.

Os dados foram divulgados à margem do anúncio de inauguração de um novo balcão, na quarta feira, na província de Cabo Delgado, no norte do país no âmbito do projeto “Um distrito, um banco”.

A iniciativa da responsabilidade do Governo pretende dar condições de acesso ao financiamento bancário e a seguros de pagamento e poupança das populações rurais, no âmbito dos processos de comercialização agrícola.

A parcela de população adulta de Moçambique com conta bancária ronda os 36%, pouco mais de um terço, segundo dados do último boletim estatístico do Banco de Moçambique, publicado em junho.

Em resposta a questões colocadas pela Lusa no início do mês, os dois principais bancos moçambicanos (BIM e BCI) consideraram este valor baixo e salientaram a necessidade de promover a presença bancária pelo país.

O projeto “Um distrito, um banco” foi lançado há um ano pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, e permitiu desde então a abertura de 14 novas agências, segundo dados do governo.