A edição de novembro da Playboy vai ser especial por duas razões: primeiro, porque é a edição que assinala a morte do seu fundador, Hugh Hefner; e depois porque vai ter uma modelo transgénero nas páginas centrais da revista. A escolha recaiu sobre Ines Rau, a modelo francesa de 26 anos, que já recebeu a distinção de playmate — o título que a Playboy atribui todos os meses às melhores modelos. Foi a primeira modelo transgénero a adquirir essa nomeação.

Rau já tinha pousado para a mesma revista em 2014, onde surgia em nu integral como forma de apelo à aceitação de géneros. A modelo já tinha ainda pousado para capa de revistas como a Vogue Italia e desfilado para algumas marcas de luxo mundiais.

No Instagram da Playboy, o anúncio já foi feito. Nele, Rau apela a que não se olhe para a nudez como um tabu.

Nudez não devia ser tabu. A nudez significa muito para mim, desde que passei por uma transição para chegar até àquilo que queria ser. A nudez é uma celebração do ser humano sem excessos. Não se trata de sexualidade, mas da beleza do corpo humano, seja masculino ou feminino “, lê-se na fotografia.

Entretanto, pelo seu Instagram, Ines Rau também já tinha partilhado algumas imagens para promover a próxima capa da revista.

View this post on Instagram

COMING SOON INES RAU X PLAYBOY USA STAY TUNED

A post shared by INES RAU (@supa_ines) on

View this post on Instagram

COMING SOON INES RAU X PLAYBOY USA STAY TUNED

A post shared by INES RAU (@supa_ines) on

64 anos depois do primeiro lançamento, a edição da Playboy de novembro vai homenagear o seu criador, Hugh Hefner. Foi no final do mês de setembro que Hefner morreu. Mais do que uma marca, o “eterno” símbolo da Playboy deixou, um império para a indústria pornográfica.