Dados da Associação do Comércio Automóvel de Portugal (ACAP), fornecidos a pedido do Observador, indicam que a apetência por pickup está paulatinamente a chegar ao mercado português. De Janeiro a Outubro deste ano, venderam-se 2.269 unidades de veículos deste tipo, com a preferência a recair nas propostas 4×4 (1.903), num crescimento de 14,16% face a igual período do ano anterior. Se bem que, comparando com o período homólogo de 2016, são as alternativas 4×2 as que maior incremento registam (20,39%).

Na tabela de vendas, a liderança pertence à Toyota Hilux, seja com tracção integral (725) ou apenas traseira (137). De seguida, posiciona-se a Mitsubishi L200, com 591 modelos 4×4 transaccionados e mais 74 unidades com tracção traseira.

O pódio fecha com a Isuzu e a sua D-Max, com um total de 308 unidades comercializadas – ou seja, bastante distante das 190 vendas concretizadas pela Nissan Navara ou das 114 reclamadas pela Volkswagen Amarok.

Dados fornecidos pela ACAP