481kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Deputado australiano pede namorado em casamento no parlamento

Este artigo tem mais de 4 anos

"Só me falta fazer uma coisa: Ryan Bolger queres casar comigo?", perguntou o deputado Tim Wilson ao namorado, durante uma sessão parlamentar em que se discutia o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O deputado australiano Tim Wilson, de 37 anos, pediu o seu namorado Ryan Bolger em casamento durante uma sessão parlamentar, esta segunda-feira, quando se discutia o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

“Este debate tem sido uma espécie de banda sonora para a nossa relação. Ambos sabemos que este assunto não é a razão pela qual nos envolvemos na política. Dêem-nos a reforma tributária”, começou Wilson.

No meu primeiro discurso, defini a nossa ligação através da aliança que está nas nossas mãos esquerdas e que é a resposta para as questões que não podemos colocar”, disse Wilson no discurso.

O pedido para oficializar a relação de sete anos foi feito no final de um discurso de Wilson em que defendia o casamento de pessoas do mesmo sexo no país. “Só falta fazer uma coisa: Ryan Patrick Bolger, queres casar comigo?”, terminou. Bolger, um professor primário de 33 anos, acenou que “sim” a partir do seu lugar no público. Depois de Bolger ter aceitado o pedido, os presentes no parlamento bateram palmas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“A mensagem para todos os homossexuais deste país é clara. Gostamos de vocês, respeitamo-vos, a vossa relação é reconhecida como legítima e honrada como a de qualquer outra pessoa”, disse o primeiro-ministro, Malcolm Turnbull, realçando a importância do discurso de Wilson.

A Câmara dos Representantes está a realizar a sua última sessão de duas semanas do ano para debater o casamento entre casais do mesmo sexo, depois de um referendo ter dado vitória ao fim da proibição da união entre homossexuais.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.