O antigo porta-voz e assessor de imprensa de Donald Trump, Sean Spicer, vai escrever um livro sobre o tempo que exerceu funções na administração Trump. O livro serve, segundo o próprio, para “repor a verdade”.

Segundo o Chicago Tribune e a CNN, o livro terá como título “The Briefing” e irá dar “uma nova perspetiva” às várias polémicas do primeiro ano de mandato de Trump. O antigo assessor irá abordar vários momentos vividos ao lado do presidente americano, começando na campanha e passando pela eleição, pela transição para a Casa Branca e pelos primeiros seis meses da administração.

Olhei para a cobertura da campanha, para a transição e para os primeira seis, sete meses desta Casa Branca, e percebi que as histórias que estão a ser contadas não correspondem àquilo pelo qual Donald Trump passou para ser eleito, a transição para a Casa Branca e depois os primeiros seis meses”, explicou Sean Spicer num programa de televisão da FOX News, na noite de segunda-feira.

O livro deverá ser publicado no dia 23 de julho de 2018 pela editora Regnery Publishing. “Decidi que me cabia repor a verdade e fazer ver às pessoas aquilo que realmente aconteceu em cada um destes momentos cruciais na nossa história”, acrescentou Spicer.

Recorde-se que Sean Spicer pediu a demissão depois de Donald Trump ter contratado Anthony Scaramucci para novo diretor de comunicação da Casa Branca, tendo sido substituído por Sarah Sanders.

Sean Spicer, o porta-voz de Donald Trump que apresentou “factos alternativos”, demite-se

Spicer protagonizou alguns dos momentos mais marcantes do início da administração Trump, nomeadamente quando garantiu que mais pessoas tinham assistido à tomada de posse do novo presidente do que à de Obama, em 2009. “Esta foi a maior audiência que alguma vez viu uma tomada de posse. Ponto final. Tanto pessoalmente como em todo o mundo”, afirmou o ex-porta-voz no dia 21 de janeiro.

Esta frase (e muitas outras) valeram-lhe diversas paródias no Saturday Night Live, através da interpretação da atriz Melissa McCarthy.

Já depois da demissão, Sean Spicer apareceu de surpresa nos Emmy, recordando a polémica da multidão que assistiu à tomada de posse ao estilo das paródias da própria Melissa McCarthy.

Ex-porta-voz da Casa Branca Sean Spicer aparece de surpresa nos Emmy