Em 1840, a rainha Vitória decidiu que o estilista William Dyce iria desenhar o seu vestido de noiva. Em 1947, Isabel II escolheu Norman Hartnell. Diana de Gales optou por Elizabeth Emanuel em 1981. E Sarah Burton foi a preferida de Kate Middleton em 2011. O que é que todos estes estilistas escolhidos para casamentos reais britânicos têm em comum? São ingleses. Mas o mais provável é que essa tradição termine com Meghan Markle, a noiva do príncipe Harry.

Inbal Dror, uma estilista israelita, revelou à CBS que foi contactada pela família real para desenhar alguns esboços iniciais do vestido de noiva de Meghan Markle e partilhou fotografias. Ainda que não esteja confirmado que Dror seja mesmo a autora da tão aguardada peça — já que é procedimento habitual falar com vários criadores — este é um primeiro vislumbre daquele que poderá ser o vestido que a noiva do príncipe Harry vai usar no dia 19 de maio de 2018.

Os desenhos mostram uma escolha pelos decotes altos, pregas e ombros almofadados. Na verdade, Inbal Drod é conhecida pelos vestidos arrojados e com grandes decotes. A israelita é uma das designers favoritas de Beyoncé e já criou várias peças para a cantora, tanto para galas como para digressões. Já Meghan Markle costuma usar vestidos compridos, com longas caudas, e se o mesmo acontecer no casamento com o príncipe Harry as comparações com o vestido de Diana — que tinha 7 metros de cauda — não tardarão.

A imprensa britânica também já levantou a hipótese de Meghan Markle incluir no vestido o lírio do vale, uma das flores favoritas da futura mulher de Harry — que também estava no bouquet de Diana de Gales.

Meghan e Harry anunciaram o noivado a 27 de novembro e vão casar a 19 de maio de 2018, na capela de São Jorge do castelo de Windsor.