Médicos

200 médicos especialistas desistiram de esperar por concurso em atraso

538

Pelo menos 200 dos cerca de 700 médicos recém-especialistas que aguardam há meses por um concurso já saíram do Serviço Nacional de Saúde, diz o Sindicato Independente dos Médicos.

Jorge Roque da Cunha, secretário-geral do Sindicato Independente dos Médicos, diz que mais de 200 médicos recém-especialistas já saíram do SNS enquanto esperam pelo concurso

ANDRÉ KOSTERS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

Pelo menos 200 dos cerca de 700 médicos recém-especialistas que aguardam há meses por um concurso já saíram para o estrangeiro ou para hospitais privados e parcerias público-privadas, segundo o Sindicato dos Médicos.

“O ministro da Saúde decidiu mentir e manipular a informação”, afirma o Sindicato Independente dos Médicos numa nota divulgada hoje, na qual refuta as declarações de Adalberto Campos Fernandes que indicou no parlamento que os internos que já acabaram a especialidade e que aguardam concurso estão a trabalhar nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Em declarações à agência Lusa, o secretário-geral do Sindicato Independente dos Médicos (SIM), Jorge Roque da Cunha, afirmou que pelo menos 200 desses médicos recém-especialistas que aguardam há meses pela abertura de um concurso já saíram do sistema.

Esta foi a primeira falsidade do ministro da Saúde. Mais de duas centenas [saíram] garantidamente. Mais de uma centena para o estrangeiro e mais de uma para as parcerias público-privados e para o privado puro e duro. Dos 700 já teremos perdido 200 pelo menos”, declarou Roque da Cunha.

Na quarta-feira, o ministro da Saúde reagiu no parlamento às críticas sobre o atraso nos concursos para os médicos internos que concluíram a especialidade em abril e outubro, garantindo que serão lançados “dentro de dias” e que esses clínicos “estão a trabalhar e estão no sistema”.

Segundo o Sindicato dos Médicos, o ministro cometeu outras “falsidades”: “Não falta apenas ‘tomar posse enquanto especialistas’. O ministro da Saúde sugeriu assim que os médicos recém-especialistas estão já nos hospitais e falta apenas tomar posse quando, na verdade, os que ainda estão no SNS, estão nos hospitais do internato, faltando a colocação nos hospitais em que venha a haver vagas no concurso”.

Só em relação aos jovens médicos anestesistas, Roque da Cunha indica que concluíram a especialidade cerca de 80 clínicos e que “pelo menos 50 já estão fora do sistema”, lembrando o sindicalista que é uma especialidade com especiais carência e necessidade de profissionais.

O SIM acusa o ministro da Saúde de, “com propaganda, tentar tapar o sol com a peneira”.

Esta semana, também a Ordem dos Médicos se veio pronunciar sobre o atraso no lançamento dos concursos para os cerca de 700 especialistas, classificando a situação como “uma vergonha nacional”.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Ordem dos Médicos

Prescrição: Tempo para os nossos doentes

Miguel Guimarães
146

Não é admissível que os doentes sejam confrontados com situações de elevada pressão e condições de trabalho impostas pelo poder político que resultam em desprezo e desrespeito pela dignidade humana.

Governo

Pode alguém pedir que se aja com escrúpulos?

Rita Fontoura

A falta de escrúpulos está a destruir o nosso país. Fomos enganados e estamos a ser enganados. É algo que não salta à vista e por isso engana, o que não espanta já que quem nos governa teve bom mestre

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)