A Google vai criar um “centro de investigação e desenvolvimento de software de novas tecnologias” em Oeiras, garantiu fonte do Ministério da Economia ao Observador. Outra fonte próxima do processo garantiu, taxativamente, que “o espaço não será um call center, como tinha sido indicado num post que o editor da TechCrunch (edição europeia) escreveu no Twitter. O centro vai “instalar num local alguns dos muitos fornecedores que dão apoio às operações da Google”, afirmou fonte da Google.

Depois de António Costa ter anunciado em Davos que a Google ia instalar um centro especializado em Oeiras, foram várias as personalidades que se manifestaram, incluindo Paddy Cosgrave (o presidente executivo da Web Summit) para mostrar entusiasmo com a criação de 500 empregos “qualificados” que o centro ia proporcionar. Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras, garantiu ao Observador que o centro vai abrir no Lagoas Park e que não será necessária a construção de edifícios de escritórios.

Mas as dúvidas são muitas: que hub tecnológico é este em Oeiras? O que se fará neste novo espaço de escritórios? Que cargos qualificados está uma das maiores empresas do mundo a criar em Portugal? Estas são algumas das questões ainda por responder. A dúvida sobre se seria um call center surgiu no Twitter.

[Veja no vídeo 12 perguntas bizarras feitas pela Google em entrevistas de emprego]

[jwplatform aLuOBjiT]

Fonte próxima do processo, em resposta ao Observador, reafirma o que António Costa disse em Davos: vão ser criados 500 postos de emprego qualificados. O novo centro da Google, que será no Lagoas Park, será, segundo o que a própria empresa afirmou, “totalmente dedicado a fornecedores estrangeiros”. Uma empresa da dimensão da Google tem inúmeras empresas a trabalhar em parceria e para a empresa nos inúmeros serviços que dispõe.

Isto significa que é “apenas um call center“? Não, diz a mesma fonte. Os mais 500 postos de trabalho qualificados que vão surgir em Oeiras — mesmo que não trabalhem diretamente para a Google mas para intermediários da empresa –, vão desempenhar funções que não passarão por fazer apenas chamadas telefónicas. Quanto a mais informações sobre as funções e os empregos qualificados que vão surgir em Oeiras, a Google não avança com mais informações.