Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

José Maria Ricciardi decidiu retirar o seu apoio ao presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, e anunciou a sua saída dos órgãos sociais do clube de Alvalade.

Regressado dos Estados Unidos e perante os acontecimentos mais recentes e a evolução entretanto verificada no Sporting, deixam de estar reunidas as condições para me manter nos órgãos sociais. É hora de retirar o apoio ao presidente do Sporting, dr. Bruno de Carvalho”, disse Ricciardi ao jornal desportivo Record.

Ao anúncio, o banqueiro que sempre manteve uma forte ligação ao clube leonino e é um dos nomes fortes das finanças do Sporting, deixou um apelo. “O clube precisa de regressar a uma normalidade institucional”, sendo necessária uma mudança “com a maior urgência”.

Ricciardi, que tem acompanhado a crise no Sporting a partir dos Estados Unidos, onde passou os últimos dias em negócios, chegou a ponderar o adiamento da sua posição sobre o que fazer no atual momento do clube até á marcação de uma assembleia geral, mas acabou por antecipar uma decisão radical: sai dos órgãos sociais e retira apoio a Bruno de Carvalho.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR