479kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Rui Patrício, Salin e um recorde para a história do Sporting (e que pode ainda aumentar)

Este artigo tem mais de 4 anos

Sporting somou o 13.º jogo consecutivo sem sofrer golos em casa nas provas nacionais (entre Rui Patrício e Salin) e bateu registos de Damas e Botelho que vinham dos anos 70 e 80.

Rui Patrício tem sido um esteio nos jogos em casa do Sporting nas provas nacionais, não sofrendo golos desde 5 de novembro
i

Rui Patrício tem sido um esteio nos jogos em casa do Sporting nas provas nacionais, não sofrendo golos desde 5 de novembro

Getty Images

Rui Patrício tem sido um esteio nos jogos em casa do Sporting nas provas nacionais, não sofrendo golos desde 5 de novembro

Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Jorge Jesus tem colocado muito enfoque na questão física para abordar a temporada do Sporting, sobretudo nos últimos quatro meses em que a equipa tem jogado praticamente sempre de três/quatro em três/quatro dias. E faz sentido, até porque esta será a temporada em que os leões registarão mais jogos oficiais de sempre: além dos 55 que já realizou, entre Campeonato, Taça de Portugal, Taça da Liga, Liga dos Campeões e Liga Europa, terá ainda mais quatro para disputar relativos à Primeira Liga. No entanto, nem tudo se pode resumir também a uma questão de pernas mais ou menos frescas e a bipolaridade a nível de golos sofridos em casa e fora também ajuda e muito na análise ao cômputo geral ao longo da época.

Olhando para os encontros enquanto visitante, e englobando neste caso todas as provas nacionais e europeias, é preciso recuar a 27 de outubro para se encontrar uma partida em que o conjunto verde e branco não tenha sofrido golos (Rio Ave, 1-0). E, antes,  isso apenas tinha acontecido nas duas primeiras jornadas fora, na Vila das Aves (2-0) e em Guimarães (5-0). Contas feitas, em 26 jogos fora, o Sporting consentiu pelo menos um golo em 23, num total de 34 remates certeiros sofridos. Virando a perspetiva, e atentando agora nos golos encaixados em Alvalade em provas nacionais, foi um registo que bateu um recorde na história verde e branca que já tinha mais de 30 anos e tinha sido alcançado com outro “monstro” das balizas.

Vítor Damas conseguiu a sua melhor série em 15 anos nos seniores do Sporting (com uma interrupção pelo meio, onde jogou no Santander, no V. Guimarães e no Portimonense) entre 1985 e 1986: após sofrer um golo de José Rafael aos 75′ no triunfo dos leões frente ao Boavista por 2-1, o guarda-redes não consentiu golos no último jogo da temporada de 1984/85 em Alvalade (V. Setúbal, 4-0) e prolongou a série mais 11 encontros no arranque da temporada de 1985/86 entre Campeonato e Taça de Portugal, frente a Penafiel (6-0), Desp. Chaves (3-0), Académica (2-0), Boavista (2-0), Marítimo (3-0), V. Setúbal (1-0), Bragança (3-0), Benfica (0-0), Desp. Aves (1-0), U. Coimbra (6-0) e Sp. Braga (4-0), até que Paulo Barreto, aos 43′, marcou para o Barreirense na vitória por 2-1 dos verde e brancos a contar para os oitavos da Taça de Portugal. No total, foram 1.138 minutos sem sofrer golos.

Em paralelo, os 13 jogos consecutivos sem sofrer golos em casa são também um recorde em termos absolutos, superando o máximo de 12 que tinha sido fixado na temporada de 1978/79 quando Botelho era o número 1 de Alvalade. Nessa altura, e depois de um 2-1 ao V. Setúbal na segunda jornada do Campeonato, os leões não consentiram qualquer golo contra V. Guimarães (3-0), Famalicão (3-0), Ac. Viseu (2-0), FC Porto (0-0), Sp. Braga (2-0), Marítimo (1-0), Varzim (2-0), Boavista (2-0), 1.º de Maio Sarilhense (3-0), Estoril (4-0), Beira-Mar (3-0) e Barreirense (2-0), perdendo depois com o Benfica por 1-0, no Campeonato.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os leões entravam para este clássico com o FC Porto com um total de 1.081 minutos sem encaixar qualquer golo desde que Danilo, com um fantástico remate à entrada da área aos 89′ do empate a dois com o Sp. Braga, conseguiu bater Rui Patrício. De 5 de novembro até hoje, o Sporting manteve a baliza inviolável entre jogos do Campeonato, da Taça de Portugal e da Taça da Liga (em dez jogou Rui Patrício, nos outros dois a opção recaiu em Salin), diante de Famalicão (2-0), Belenenses (1-0), Vilaverdense (4-0), Portimonense (2-0), U. Madeira (6-0), Marítimo (5-0), Desp. Aves (3-0), V. Guimarães (1-0), Feirense (2-0), Moreirense (1-0), Rio Ave (2-0) e P. Ferreira (2-0), num total de 1.081 até ao apito inicial de Jorge Sousa esta noite. Com mais um jogo em branco, neste caso de 120 minutos por causa do prolongamento, o registo já vai em 1.201 minutos.

16 de novembro: Famalicão, Taça de Portugal (2-0)

1 de dezembro: Belenenses, Primeira Liga (1-0)

13 de dezembro: Vilaverdense, Taça de Portugal (4-0)

17 de dezembro: Portimonense, Primeira Liga (2-0)

20 de dezembro: U. Madeira, Taça da Liga (6-0)

7 de janeiro: Marítimo, Primeira Liga (5-0)

14 de janeiro: Desp. Aves, Primeira Liga (3-0)

31 de janeiro: V. Guimarães, Primeira Liga (1-0)

11 de fevereiro: Feirense, Primeira Liga (2-0)

26 de fevereiro: Moreirense, Primeira Liga (1-0)

18 de março: Rio Ave, Primeira Liga (2-0)

8 de abril: P. Ferreira, Primeira Liga (2-0)

18 de abril: FC Porto, Taça de Portugal (1-0, 5-4 g.p.)

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.