Rádio Observador

Rock In Rio

Pedale e ganhe bilhetes para o Rock in Rio

Dia 27 de maio pegue na bicicleta e participe na "Pedalada Solidária". Se for original ainda pode ganhar entrada gratuita na grande festa do rock de Lisboa.

É o último countdown para o evento e o desafio promete: nove quilómetros de bicicleta até à cidade do rock. O objetivo é promover a deslocação sustentável até ao recinto do Rock in Rio – Lisboa e ao mesmo tempo aliar-se a uma causa solidária: cada quilómetro pedalado será convertido em apoio a projetos de escolas de ciclismo e iniciação à bicicleta. A inscrição nesta “Pedalada Solidária” é gratuita e poderá ser feita até dia 25 de maio em www.cofidispedaladasolidaria.pt.

Os ciclistas que queiram participar na “Cofidis Pedalada Solidária” têm ainda a oportunidade de ganhar entradas gratuitas para o festival que vai decorrer no Parque da Bela Vista, de 23 a 30 de junho. Para isso basta arrojarem na decoração da sua bicicleta ou até na indumentária. Os cinco mais originais ganham um bilhete para assistir ao festival. Esperam-se participantes bem criativos para surpreenderem numa pedalada que vai animar a cidade.

A Cofidis, em parceria com o Rock in Rio-Lisboa, prepararam um percurso que é acessível a todas as idades e a todas as bicicletas. O passeio terá início no Campo Pequeno, pelas 10:30 Horas e passará pela Avenida de Roma, Campo Grande, Avenida da República e terminará no recinto do Festival.

Bike Park na Bela Vista para deixar bicicletas em segurança

Esta iniciativa, integrada na campanha ‘EU VOU’, tem como objetivo promover a mobilidade urbana sustentável e motivar os festivaleiros a irem até à Cidade do Rock utilizando este meio de transporte. De realçar ainda que durante os dias do evento a Cofidis tem preparado um Bike Park, no Parque da Bela Vista, para os ciclistas poderem deixar as suas bicicletas em segurança e, ainda, usufruir de um serviço gratuito de manutenção.

E será nesse espaço dedicado aos amantes de bicicletas que a Cofidis irá contabilizar o número total de quilómetros percorridos pelos participantes da Pedalada Solidária, pelas pessoas que se desloquem de bicicleta ao Rock in Rio-Lisboa e também vai contar o número de visitantes do stand da Cofidis durante o festival. Todas essas presenças serão traduzidas num valor que servirá para apoiar iniciativas da Federação Portuguesa de Ciclismo e da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta.

Uma pedalada que faz a diferença

Durante esta contagem decrescente para a abertura de portas do Rock in Rio – Lisboa, o festival está a apostar em promover os meios de transporte mais convenientes que o público terá à sua disposição para se deslocar para o recinto e de regresso a casa. Ir de bicicleta pode mesmo ser uma opção a considerar. E porque não começar logo na manhã do dia 27 de maio, lança o Diretor Geral da Cofidis Portugal: “O passeio ‘Cofidis Pedalada Solidária’ junta duas vertentes que são muito relevantes para nós: a vertente ambiental e a social. Por um lado, promovemos a utilização da bicicleta como meio sustentável de transporte e, por outro, contribuímos para a aprendizagem desta modalidade. Juntem-se a nós para uma manhã de grande animação e onde cada pedalada faz a diferença”, refere Nicolas Wallaert.

Na meta para aplaudir os participantes e escolherem os cinco que se apresentarem da forma mais original estarão presentes Roberta Medina (Vice-Presidente Executiva do Rock in Rio), Nicolas Wallaert (Diretor Geral da Cofidis) – além de estarem presentes na chegada, ambos vão também participar na prova – , os vereadores da Câmara Municipal de Lisboa José Sá Fernandes e Miguel Gaspar e também Delmino Pereira (presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo).

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Conteúdo produzido pelo Observador Lab. Para saber mais, clique aqui.
Partilhe
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: obslab@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)