O militar espanhol, Alfonso Jesús Cabezuelo, julgado no caso La Manada vai ser reintegrado no exército, depois da suspensão ter prescrito. Cabezuelo estava destacado numa Unidade Militar de Emergências na província de Cádiz e fica a aguardar informações sobre o seu destacamento.

No mês passado, os cinco indivíduos do grupo conhecido como La Manada foram libertados por decisão do Tribunal de Navarra. Os membros do grupo que foi acusado de violação de uma jovem de 18 anos durante as festas de São Firmino em 2016, foram condenados a nove anos de prisão e 50 mil euros de indemnização.

Uma vez que está em liberdade condicional, o Ministério da Defesa espanhol tem a obrigação de restabelecer Alfonso Cabezuelo no serviço militar. Até à data, o exército espanhol pagava-lhe cerca de 75% do salário.