Todos os distritos de Portugal continental e os arquipélagos da Madeira e dos Açores têm esta quinta-feira um risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV). De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a única exceção é a ilha das Flores, que apresenta risco elevado de exposição à radiação UV.

Para as regiões com risco muito elevado e elevado, o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol e protetor solar, além de desaconselhar a exposição das crianças ao sol.

O índice ultravioleta varia entre 1 e 2, em que o risco de exposição à radiação UV é baixo, 3 a 5 (moderado), 6 a 7 (elevado), 8 a 10 (muito elevado) e superior a 11 (extremo).

Para Portugal continental, o IPMA prevê para esta quinta-feira tempo excecionalmente quente, com céu pouco nublado ou limpo, e as temperaturas máximas vão estar sempre acima dos 30º Celsius, ultrapassando os 40º em Évora (45º), Beja e Setúbal (44º), Lisboa e Castelo Branco (42º) e ainda em Sines, Leiria, Coimbra e Braga (41º). A persistência das temperaturas elevadas levou o IPMA a colocar sob aviso vermelho (o mais grave) 11 distritos de Portugal continental até ao final do dia de sábado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Nos Açores, espera-se céu muito nublado, diminuindo a nebulosidade para o final da tarde, e períodos de chuva fraca ou aguaceiros fracos, mais frequentes na tarde. Os termómetros deverão ficar-se pelos 27º Celsius em Santa Cruz das Flores e pelos 26º em Angra do Heroísmo, Ponta Delgada e na Horta.

Para a Região Autónoma da Madeira esperam-se períodos de céu muito nublado, com abertas nas vertentes sul, e a possibilidade de ocorrência de aguaceiros fracos nas vertentes norte e nas terras altas até ao início da manhã. No Funchal a temperatura máxima não deverá ultrapassar os 26º e no Porto Santo os 25º.