A polícia de Houston, no Texas está à procura de um homem que assassinou o antigo cardiologista do ex-presidente norte-americano George W. Bush. Joseph James Pappas, um ex-polícia de 62 anos, matou Mark Hausknech no passado dia 20 de julho, naquilo as autoridades pensam ser um ato de vingança, depois de a sua mãe ter morrido na mesa de operações há 20 anos.

“Parece que este homem podia ter um rancor com 20 anos”, disse o chefe da polícia de Houston, Art Acevedo, numa conferência de imprensa na quarta-feira, acrescentando que o “homem é perigoso”.

As autoridades começar a procurar o homem depois de terem recebido uma denúncia anónima, tendo já sido emitido um mandado de captura. Mark Hausknech, de 65 anos, foi assassinado quando se dirigia para o trabalho, no Hospital Metodista de Houston, de bicicleta. O antigo polícia passou por ele e disparou duas vezes.

Em comunicado, o hospital disse que está “chocado com o assassinato de um dos médicos mais antigos”. O cardiologista ficou conhecido em 2000 após tratar da taquicardia (batimento cardíaco irregular) de George W. Bush, depois de o ex-presidente dos EUA se queixar de tonturas.