O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Aristides Gomes, discursa esta quinta-feira perante o Conselho de Segurança da ONU, que vai debater a situação no país, antevendo-se que apele à rapidez da comunidade internacional no desbloqueamento de fundos para as eleições legislativas.

O primeiro-ministro vai explicar o que está a ser feito para a realização das legislativas, previstas para 18 de novembro. Outro assunto a abordar será o pacto de estabilidade, a ser assinado entre os principais atores políticos do país.

A Guiné-Bissau tem eleições legislativas marcadas para 18 de novembro, mas vários partidos políticos têm manifestado alguma incerteza quanto à realização do escrutínio naquela data. O recenseamento eleitoral foi oficialmente lançado pelo primeiro-ministro na quinta-feira, mas na prática não começou devido à falta dos ‘kits’ para realizar o registo biométrico dos eleitores.

Aristides Gomes regressa a Bissau na sexta-feira.