“É justo que a Juventus dê proteção a Ronaldo num momento delicado”, disse esta sexta-feira o treinador do clube italiano, Massimiliano Allegri, durante uma conferência de imprensa sobre o jogo de sábado frente ao Udinese, segundo avança a Gazzetta dello Sport. As suas declarações surgem no mesmo dia em que, na sequência das acusações ao internacional português, o título do clube de futebol da Juventus perdia mais de 5% na Bolsa de Milão.

“Ronaldo está bem, conheço-o há três meses e o que posso dizer é que durante os seus 15 anos de carreira ele sempre demonstrou grande profissionalismo e seriedade, dentro e fora do campo”, acrescentou Allegri, sublinhando que Cristiano Ronaldo sempre se “se dedicou a assuntos sociais”.

Acusação de violação nos EUA. 20 perguntas e respostas para perceber o que pode acontecer a Ronaldo

“É justo que a Juve lhe dê proteção num momento delicado, mas ele tem ombros largos, está focado em entrar em campo e em sair-se bem amanhã”, acrescentou o treinador. Sobre a sua não convocação para o jogo de Portugal, Allegri disse que já tinha conhecimento da situação e que esta foi acordada com o treinador Santos e o presidente do clube.

“Para nós é obviamente melhor tê-lo disponível. Ontem, o Cristiano fez um bom treino, estava sereno, pronto para voltar, o seu profissionalismo dentro e fora do campo é indiscutível”, sublinhou Allegri.

Queda em bolsa

Na Bolsa de Milão, por volta das 11h20 (menos uma hora em Lisboa), as ações do clube — que tinham subido na sequência da chegada do atacante português a Turim — caíam 5,07% para 1,254 euros.

A polícia de Las Vegas anunciou na segunda-feira a abertura de uma investigação às acusações feitas por Kathryn Mayorga, de 34 anos, que alega, numa denúncia civil, que Ronaldo a sodomizou sem consentimento em junho de 2009.

O jogador negou “vigorosamente” estas acusações, dizendo que a violação é “um crime abominável”, mas os seus principais patrocinadores começaram a fazer-se ouvir: a Nike disse estar “profundamente preocupada” e a EA Sports (editora de videojogos como o FIFA), por sua vez, falou de uma situação “preocupante”.

Ronaldo estará ausente dos próximos jogos da seleção portuguesa.

Na quinta-feira à noite, o clube sete vezes campeão italiano deu um forte apoio ao atacante Português, que contratou por 100 milhões de euros. “Cristiano Ronaldo mostrou o seu grande profissionalismo e dedicação nos últimos meses, o que é muito apreciado por todos na Juventus, e os fatos incriminatórios que remontam a quase dez anos não mudam essa opinião”, disse a Juve, no Twitter.