Assalto em Tancos

Ministra da Justiça exaltada em resposta sobre Tancos: “Irrito-me, sim, senhor deputado”

1.956

A ministra da Justiça garantiu no parlamento que sabe "zero" sobre o caso do furto e do alegado encobrimento das armas de Tancos e irritou-se na resposta ao deputado do PSD, Carlos Peixoto

MIGUEL A. LOPES/LUSA

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, exaltou-se esta quarta-feira, no Parlamento, no momento em que respondia a perguntas de um deputado do PSD sobre o caso de Tancos, que a ministra já tinha respondido por escrito e assunto do qual reforçou saber “zero, zero e mais zero. Na audição no âmbito do debate da especialidade no Orçamento do Estado para 2019, a ministra subiu o tom e com a voz alterada afirmou: “O senhor deputado, mandou-me perguntas por escrito e eu respondi por escrito. Se faz questão que eu responda aqui no Parlamento, na sua cara e perante todo o Parlamento eu respondo às três perguntas“.

A voz continuou no mesmo registo e a ministra foi fazendo um zero com os dedos sempre que dizia a palavra: “Quanto ao desaparecimento, sei zero! Quanto ao aparecimento, zero! Quanto à encenação, zero e mais zero! O que sei é aquilo que é público e consta das notícias“. Nesse momento, Carlos Peixoto, o deputado que tinha feito as questões diz, num aparte: “Não se irrite.” Francisca Van Dunem, quase a gritar, diz: “Irrito-me sim. Vai-me desculpar, senhor deputado.”

Aumentou o ruído na sala. De tal forma que a presidente da Comissão de Finanças, Teresa Leal Coelho, teve de intervir para que fosse possível continuar a ouvir a ministra: “Senhora ministra, peço desculpa. Senhores deputados, vamos dar condições à senhora ministra para responder.”

Na mesma intervenção a ministra da Justiça disse ainda que não há qualquer dúvida quanto ao que disse sobre a PJM militar, já que, quando foi questionada sobre o assunto, o que disse foi que “não era momento de discutir a dispersão de polícias, numa altura em que se estava a discutir essa responsabilidade.”

Os vários ministros estão a ser ouvidos no Parlamento no âmbito do debate do Orçamento do Estado na especialidade. A ministra da Justiça está a ser ouvida na tarde desta quarta-feira.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rpantunes@observador.pt
CDS-PP

O governo merece uma censura /premium

João Marques de Almeida

Se o Presidente, o PM e os partidos parlamentares fossem responsáveis e se preocupassem com o estado do país, as eleições legislativas seriam no mesmo dia das eleições europeias, no fim de Maio. 

Arrendamento

A coisa /premium

Helena Matos

Programas para proprietários que antes de regressarem à aldeia entregam ao Estado as suas casas para arrendar. Torres com 300 apartamentos. O arrendamento tornou-se na terra da intervenção socialista

Médicos

Senhor Dr., quanto tempo temos de consulta?

Pedro Afonso

Um dos aspetos essenciais na relação médico-doente é a empatia. Para se ser empático é preciso saber escutar. Ora este é um hábito que se tem vindo a perder na nossa sociedade, e nas consultas médicas

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)