Na passada quarta-feira o Príncipe Carlos fez 70 anos e o evento foi celebrado com pompa e circunstância. No evento familiar em que a Casa Real Britânica se reuniu para comemorar a data redonda, houve um momento especial protagonizado pela mãe do aniversariante, a Rainha Isabel II. Aos 92 anos, a monarca comoveu todos os que assistiam à festa no Palácio de Buckingham quando proferiu um discurso emotivo onde falou de como era especial ver o seu filho tornar-se septuagenário.

Segundo a revista Hello, o tributo de Isabel II destacou-se principalmente por ser algo informal, quando comparado com outros momentos solenes normalmente associados à família real britânica.

“É um privilégio para qualquer mãe poder brindar no 70.º aniversário do seu filho”, afirmou Isabel II. “Significa que vivemos o suficiente para ver o nosso filho crescer. É como utilizar uma analogia que todos vão entender: plantar uma árvore e conseguir vê-la crescer.”

Depois de destacar, acabou por recordar o seu próprio septuagésimo aniversário, celebrado em 1996 e que contou com a presença da sua mãe, Isabel, a “Rainha-Mãe”, que morreu em 2002. “A minha mãe viu-me fazer 70 anos, claro, e comentou que 70 é a idade exata em que o número de velas no bolo de aniversário ultrapassa o fôlego que ainda temos para as apagar.”

No final da sua intervenção, Isabel deixou de parte o seu papel enquanto representante máximo da monarquia britânica para deixar vir ao de cima o seu lado maternal: “Ao longo dos últimos 70 anos, eu e o Filipe [seu marido] vimos o Carlos tornar-se num defensor das artes, um verdadeiro líder no que a causas solidárias diz respeito e um pai maravilhoso. É um dedicado e respeitador herdeiro ao trono capaz de estar lado-a-lado com qualquer outro monarca da história. Acima de tudo, com a ajuda da sua mulher Camilla, é um homem sério, apaixonado e criativo. Este brinde serve para desejar ao meu filho um feliz aniversário. A ti, Carlos. Ao Príncipe de Gales”.