Um manual escolar de língua portuguesa do 12.º ano publicado pela Porto Editora e aprovado pelo Ministério da Educação inclui uma versão censurada do poema “Ode Triunfal”, de Álvaro de Campos, noticia este domingo o jornal Expresso.

De acordo com o semanário, que mostra duas páginas do manual — intitulado “Encontros” e feito por Noémia Jorge, Cecília Aguiar e Miguel Magalhães, com revisão científica de Maria Antónia Coutinho —, o poema do heterónimo de Fernando Pessoa aparece com três versos cortados, substituídos por reticências.

Os versos em causa são: “Ó automóveis apinhados de pândegos e de putas” e “E cujas filhas aos oito anos — e eu acho isto belo e amo-o! — / Masturbam homens de aspecto decente nos vãos de escada”. O poema na íntegra pode ser lido aqui, no arquivo da obra de Fernando Pessoa.

Segundo o Expresso, este é um livro utilizado em várias dezenas de escolas por todo o país. A informação chegou precisamente de uma dessas escolas, onde os alunos escutaram uma gravação do poema na íntegra enquanto acompanhavam a leitura no manual e notaram os versos omissos no livro.

Contactados pelo Expresso, nem a Porto Editora nem o Ministério da Educação deram para já esclarecimentos. A editora disse àquele jornal que terá de confirmar a situação e contactar os autores, remetendo explicações para a próxima semana.

A poesia de Fernando Pessoa, incluindo os heterónimos, faz parte do programa de língua portuguesa do ensino secundário, cabendo ao professor a escolha dos poemas a estudar.