Os portugueses estão a consumir cada vez mais pornografia online, sobretudo as mulheres portuguesas.

De acordo com um estudo do Pornhub, a que o Correio da Manhã teve acesso, em 2018 Portugal surge no 39.º lugar no ranking de países com maior tráfego de consumo — uma subida de duas posições em relação ao ano anterior.

A maior surpresa refere-se às mulheres que consomem pornografia. O estudo elaborado pelo maior agregador mundial de conteúdos para adultos indica que mais de um quarto dos consumidores nacionais são do sexo feminino (29%, mais sete pontos percentuais do que em 2017).

O mesmo estudo concluiu também que os portugueses preferem conteúdos “made in Portugal”. Entre os termos mais pesquisados na internet estão “tuga”, “Portugal”, “MILF”, enquanto que as cinco principais categorias são: “Lésbica”, “Madura”, “MILF”, “Anal” e “Mamas Grandes”.

Já sobre o tempo que cada consumidor ocupa a ver filmes pornográficos, a média diária é agora de 9 minutos e 48 segundos, ou seja, mais 22 segundos do que o estudo anterior.

O estudo do Pornhub, citado pelo CM (numa notícia exclusiva da edição em papel), diz ainda que as figuras mais procuradas pelos consumidores de pornografia são a atriz porno Lisa Ann, seguida de Mia Khalifa, Brandi Love, Stormy Daniels e Danika Mori.