A Uber anunciou esta terça-feira que adquiriu a empresa concorrente Careem, do Médio Oriente, no valor de 3,1 mil milhões de dólares (2,7 mil milhões de euros), a maior compra de uma empresa de tecnologia realizada naquela região. Esta é, também, a maior aquisição feita pela Uber e por Dara Khosrowshahi, o presidente-executivo da Uber que sucedeu ao fundador, Travis Kalanick.

O acordo tornará a Careem uma subsidiária integral da Uber, operando como uma empresa independente sob a marca Careem e liderada pelos seus fundadores originais.

A Careem, com sede em Dubai, está entre as ‘startups’ mais bem-sucedidas do Médio Oriente, particularmente em países como o Egito e o Paquistão, em parte porque introduziu a opção para os passageiros pagarem em dinheiro, em vez de apenas cartão de crédito.

A empresa foi lançada na região em 2012, três anos antes da Uber. O CEO da Uber, Dara Khosrowshahi, apontou em comunicado que a compra expande a força da empresa norte-americana em todo o mundo.