Phil Jagielka tem 36 anos e 233 dias. É capitão do Everton, clube que representa há mais de dez anos e que completa quase na íntegra a carreira profissional do central inglês. Este domingo, ao aproveitar um lançamento lateral muito longo e que se assemelhou a um pontapé de canto, Jagielka marcou o único golo da equipa de Marco Silva. Mais do que isso, marcou o único golo da vitória do Everton frente ao Arsenal. Mais até: tornou-se o jogador mais velho a marcar um golo na presente temporada da Premier League.

Os gunners podiam ter aproveitado o desaire do Manchester United a meio da semana, com o Wolves de Nuno Espírito Santo, para cavar um fosso de distância para os red devils. A derrota em Goodison Park, porém, não só mantém os red devils a dois pontos como deixa o Arsenal à mercê do Chelsea, que encontra o West Ham esta segunda-feira e pode subir ao quarto lugar da Premier League — que, é preciso recordar, vale a entrada direta na Liga dos Campeões da próxima temporada.

O Arsenal rematou apenas uma vez em toda a primeira parte e não conseguiu fazer frente ao Everton, onde André Gomes foi titular e jogou os 90 minutos, e mesmo com uma entrada mais forte no segundo tempo não chegou a bater Pickford. Durante a segunda parte, a verdade é que a equipa de Marco Silva esteve sempre mais perto de aumentar a vantagem — por intermédio de Richarlison, Bernard e Calvert-Lewin — do que os gunners estiveram de empatar.

O Everton venceu o Arsenal em casa, complicou as contas da equipa de Unai Emery no que toca aos quatro primeiros lugares e colou-se ao Leicester e ao Wolves, respetivamente no sétimo e oitavos lugares, com apenas menos um ponto. Para isso, mais do que o demérito do Arsenal, foi fulcral o golo de Jagielka, o veterano que fez esquecer uma história com barbas: é que os gunners já venceram o Everton 97 vezes em jogos do Campeonato, mais do que qualquer equipa já bateu outra na história do futebol inglês.