O Kangoo ZE e a imponente Master ZE são veículos que nasceram para ser locomovidos por motores a gasóleo, mas que passaram a oferecer versões eléctricas por necessidade de satisfazer os clientes à procura de veículos comerciais menos poluentes. Contudo, a Renault está consciente que para extrair todo o potencial de um veículo comercial eléctrico, em termos de versatilidade, design e capacidade de arrumação, ele tem de ser concebido de raiz, pois o truque está em explorar da melhor forma o menor volume do motor eléctrico, face ao de combustão, e a necessidade de alojar as baterias sem beliscar a capacidade de carga.

O novo EZ-Flex é uma evolução do protótipo EZ-Pro Concept, demasiado arrojado e futurista, com o novo furgão a assumir-se já muito próximo da versão de série, que será apresentada em 16 de Maio, no Viva Technology, em França. Mas o EZ-Flex é sobretudo um furgão de ensaios, uma vez que a Renault o irá emprestar a uma dúzia de diferentes companhias, profissionais e municípios por essa Europa fora.

8 fotos

Todos esses furgões eléctricos serão postos à prova durante dois anos por estes clientes seleccionados e, durante esse período, serão recolhidos pela marca francesa dados referentes à distância percorrida, velocidade, autonomia, paragens, utilização da capacidade de carga e do volume útil, para que a Renault perceba melhor as necessidades deste novo tipo de clientes. É que se o Kangoo e a Master são capazes de transportar carga a centenas ou milhares de quilómetros de distância, os comerciais eléctricos visam resolver o problema exclusivamente no centro e nos arredores das grandes cidades.

O EZ-Flex é substancialmente mais pequeno do que o Kangoo, com apenas 3,86 metros de comprimento, 1,65 m de largura, mas uma generosa altura (1,88 m). Lá dentro há 3 m3 de volume para alojar carga, o que não é impeditivo de uma boa capacidade de manobra, com o furgão eléctrico a ser capaz de fazer meia-volta numa via com apenas 4,5 metros entre muros.

A marca francesa não se refere à capacidade de bateria ou à potência do motor, adiantando apenas que o objectivo é percorrer 100 km entre recargas. O que, entendem os franceses, não só é suficiente para um veículo deste tipo como, em caso de necessidade, o EZ-Flex poderá recarregar enquanto a mercadoria é deslocada. Um dos truques do novo furgão é a sua capacidade de se adaptar às necessidades do cliente ou da empresa que o adquire, fornecendo diversas configurações e formas de lidar com diferentes tipos de solicitações.