O antigo futebolista David Beckham, que brilhou ao serviço do Manchester United e da seleção inglesa, está impedido de conduzir durante seis meses, depois de ter sido apanhado em Londres a usar o telemóvel ao volante do seu Bentley.

O caso remonta a 21 de novembro e o advogado de Beckham, Gerrard Tyrrell, alegou no Tribunal de Bromley Magistrates, onde a estrela inglesa se apresentou esta quinta-feira, que o seu cliente “não se lembrava” do incidente, mas admitiu a culpa.

David Beckham já tinha perdido seis pontos na sua carta de condução devido a processos relacionados com excesso de velocidade e, esta quinta-feira, perdeu mais seis, tendo atingido os 12 pontos que implicam a perda do direito de conduzir veículos motorizados.