À medida que a campanha avança, começam a aparecer figuras de relevo a dar apoio e a puxar para cima. No CDS, isso vai começar a acontecer já entre o final desta semana e a próxima, com Paulo Portas a marcar presença ao lado de Nuno Melo na última semana de campanha. Também o histórico militante Lobo Xavier, que é mandatário da candidatura de Melo, o ex-ministro da Economia António Pires de Lima ou o coordenador do programa eleitoral Adolfo Mesquita Nunes vão estar presentes.

Ao que o Observador apurou, ainda não está fechado o dia e o local em que Paulo Portas irá marcar presença, mas é certo que o fará. Essa foi, aliás, uma das promessas que Portas fez quando deixou a liderança do CDS entregue nas mãos de Assunção Cristas: que não ia andar por aí a “chatear”, mas que também não ia abandonar o partido nos momentos de maior combate eleitoral. Ou seja, iria dar um empurrão nas campanhas. Foi o que fez em outubro de 2017, quando apareceu ao lado de Assunção Cristas num dos momentos mais altos da campanha autárquica em Lisboa — e é o que fará na última semana antes das europeias, aparecendo ao lado de Nuno Melo.

O histórico militante e comentador António Lobo Xavier também vai aparecer, assim como o ex-ministro da Economia António Pires de Lima, que já esta quarta-feira andou ao lado de Nuno Melo no mercado de Cascais, mas que vai voltar a aparecer mais à frente na campanha. Adolfo Mesquita Nunes, que saiu da vice-presidência do CDS depois de ter entrado para a administração da Galp, também estará presente, assim como muitos deputados considerados mais emblemáticos: Nuno Magalhães estará em Setúbal, Telmo Correia, João Almeida e Cecília Meireles vão aparecendo também (os dois últimos já discursaram ao lado de Melo em Rio Maior e em Coimbra).