Rádio Observador

Canoagem

Fernando Pimenta ganha medalha de bronze em K1 500 na Taça do Mundo de Duisburgo

1.442

Depois dos dois ouros conseguidos na Taça do Mundo I, em Poznan, Fernando Pimenta conseguiu o bronze na final de K1 500 e terminou no quarto lugar em K1 1.000 na Taça do Mundo II, em Duisburgo.

TAMAS KOVACS/EPA

Aos 29 anos, que passarão a 30 a meio de agosto, Fernando Pimenta, o melhor canoísta português de sempre e um dos atletas com melhores resultados internacionais do país, continua a desafiar os poucos objetivos ainda por conquistar na sua carreira. Um deles, o segundo maior, passava pela medalha de ouro em K1 1.000 num Campeonato do Mundo, meta que conseguiu alcançar no ano passado e logo numa prova realizada em Montemor-o-Novo. Agora, os olhos já estarão centrados no próximo ano e nos Jogos Olímpicos, onde o atleta de Ponte de Lima tentará também o seu primeiro ouro depois da prata de 2012.

Para isso, ainda falta mais de um ano mas nem por isso o canoísta do Benfica deixa de lutar pelo máximo de vitórias em todas as provas em que vai participando. No fim de semana passado, na Taça do Mundo I em Poznan (Polónia), o português conquistou a medalha de ouro nas provas de K1 1.000 e K1 500, falhando apenas o K1 5.000 depois de ter sido abalroado numa das saídas que tinha de fazer com o barco. “Partiram-me o leme e a pagaia e ainda fiquei magoado”, explicou, lamentando ter desistido dessa competição, algo que terá acontecido apenas mais uma vez e em 2006, num mundial de maratona júnior.

Desta vez, na Taça do Mundo II em Duisburgo, Pimenta acabou por ter resultados mais modestos no primeiro dia de finais: depois de terminar o K1 1.000 na quarta posição com 3.28,56 (apesar de ter entrado nos últimos 250 metros de prova no segundo lugar), atrás do checo Josef Dostal (3.27,206), do russo Aroman Anoshkin (3.27,770) e do húngaro Balint Kopasz (3.27,859), o português alcançou a medalha de bronze em K1 500, com o tempo de 1.39,730, superado apenas pelo germânico Tom Liebscher (1.39,001) e pelo húngaro Balint Kopasz (1.39,416).

Nas outras finais nacionais do dia realizadas até ao momento, Emanuel Silva e João Ribeiro foram quinto classificados em K2 500 e Teresa Portela terminaram no sétimo lugar também em K2 500.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)