O preço das casas em Portugal subiu quase 40%, entre 2013 e 2018, segundo dados do Eurostat, citados pelo Jornal de Notícias e pelo Dinheiro Vivo. Na União Europeia, o aumento médio rondou os 20%.

Na semana passada, o gabinete de estatística da União Europeia revelou que Portugal foi o país da União Europeia (UE) onde os preços das casas mais subiram em 2018, com um aumento de 10,3% face ao ano anterior, ou seja, mais do dobro da média comunitária (4,4%).

Já no período entre 2013 e 2018, os imóveis em Portugal encareceram 38,6%, enquanto que no conjunto da União Europeia o aumento médio foi de 18,6%, quase metade do registado por cá.

À frente de Portugal estão países como a Irlanda, onde os preços aumentaram 70% em cinco anos, a Hungria com um aumento de 55%, ou a Estónia, onde os preços cresceram pouco mais de 40% desde 2013. Só Itália quebra a tendência: por lá, os preços das casas desceram quase 10% entre 2013 e 2018.