Rádio Observador

Ford

Eléctricos da Ford vão usar plataforma Volkswagen

Depois da aliança para as pick-ups, Ford e Volkswagen terão acordado estreitar laços que permitam a ambas reduzir custos, o que passa pela marca norte-americana recorrer à plataforma MEB dos alemães.

Ford e Volkswagen mantêm conversações com vista a aprofundar o acordo que já tornaram público e que resultará no desenvolvimento conjunto de veículos comerciais ligeiros, incluindo a próxima geração da Volkswagen Amarok com base na Ford Ranger. Na altura, as duas marcas deixaram a porta aberta a um entendimento mais profundo e, segundo avança a Reuters, já terão chegado a um acordo para as tecnologias dos eléctricos e da condução autónoma. A informação parte de uma fonte não identificada, não tendo sido confirmada (nem desmentida) por nenhuma das partes.

A Ford poderá recorrer à plataforma modular especificamente criada pela Volkswagen para montar a nova geração de eléctricos do conglomerado alemão. Esta é uma possibilidade de ouro para o fabricante norte-americano que, nesta transição para a mobilidade eléctrica, estava claramente a ficar para trás, pois embora se esteja a preparar para lançar diversos híbridos na Europa, a realidade é que a Ford ainda não tem nada para mostrar no domínio dos veículos puramente eléctricos. De uma assentada, a marca da oval consegue assim ganhar tempo e dinheiro, além de garantir que beneficiará da poupança decorrente da produção em larga escala, o que permite baixar custos.

Em contrapartida, a Volkswagen pretende tirar partido do investimento que a Ford tem vindo a fazer no desenvolvimento da tecnologia de condução autónoma. O fabricante de Dearborn pretende ampliar, até ao final do ano, a frota que se encontra a fazer testes nos Estados Unidos da América, elevando-a para uma centena de veículos. Além disso, a Ford tem vindo a investir na robótica e na inteligência artificial, nomeadamente através da Argo AI, empresa também norte-americana cujo trabalho a Volkswagen terá debaixo de olho, pois correm rumores que os alemães pretendem investir 1,7 mil milhões de dólares nesta startup especializada em inteligência artificial.

Os termos do acordo vão ser avaliados numa reunião da administração da Volkswagen, marcada para 11 de Julho, pelo que depois dessa data deverá ser conhecida a decisão final.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)