Rádio Observador

PSD

Rio diz que com PS no Governo conflito com os professores é inevitável

O presidente do PSD diz que o PS "não faz rigorosamente mais nada e os professores não aceitam isso". Rio garante que, se vencer as eleições, vai sentar-se na mesa de negociações com os professores.

"Com o PS isso já está fechado, é assim, quem quer, quer, quem não quer não quer", afirmou Rui Rio

JOÃO RELVAS/LUSA

O presidente do PSD defendeu esta quarta-feira que se o PS for governo é “inevitável” um conflito com os professores que exigem a recuperação integral do tempo de serviço, reiterando que os sociais-democratas se sentarão “à mesa das negociações”.

“Com o Partido Socialista isso já está fechado, é assim, quem quer, quer, quem não quer não quer”, afirmou Rui Rio, em declarações aos jornalistas à margem de um almoço debate promovido pela Confederação do Comércio e Serviços (CCP), no Porto.

O candidato pelo círculo do Porto, do qual é número dois, defendeu que se o PS vencer as eleições de 6 de outubro, haverá “inevitavelmente” um conflito com os professores, porque o PS “não faz rigorosamente mais nada e os professores não aceitam isso”.

Ganhando o PSD, continuou, “aquilo que há é uma certeza absoluta”, de que o partido se sentará à mesa das negociações com os professores e olhará com “muito cuidado” para a questão das carreiras, da forma como sempre defendeu.

Rio considera que a contagem do tempo de serviço dos professores “tem de ser feita, uma pequena parte, por um aumento do salário, mas tem de ser feita, substancialmente, pelas reduções de horários e pela antecipação da reforma, salientou.

“Disse sempre, sempre a mesma coisa, mesmo quando foi aquela confusão que [o primeiro-ministro] se ia demitir antes das europeias”, reiterou, sublinhando que os docentes são uma classe mal remunerada.

Ainda muito recentemente, apontou Rio, “o Governo aumentou os salários dos magistrados, fundamentalmente na componente que nem sequer paga IRS”, enquanto que “não foi assim” para as outras carreiras especiais da função publica, a começar pelos professores.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Ambiente

Ser ambientalista agora é muito fácil

Salvador Malheiro
291

Qual é a estratégia de descarbonização quando, neste mandato, o Bloco quis a todo o custo taxar as energias renováveis, se opôs à construção de barragens, à energia eólica e à exploração de lítio?

Política

Ser Direita /premium

João Merino

Recusamos uma sociedade onde cada desejo, cada capricho se converte em direito, onde ninguém assume responsabilidades, até o Estado, e onde uns poucos se esforçam para pagar os direitos de muitos.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)