Qual era o destino que teriam as arma roubadas dos paióis de Tancos? Segundo o acórdão, um dos planos dos assaltantes passava por trocar diretamente as armas roubadas em junho de 2017 por droga. A notícia é avançada pelo semanário Expresso (conteúdo só para assinantes). Na próxima semana, será conhecida a acusação do caso.

Ainda de acordo com o semanário, que cita fontes do processo, caso o Ministério Público não conclua e apresente a acusação, o alegado líder do assalto, João Paulino, será de imediato libertado do Estabelecimento Prisional de Lisboa por excesso de prisão preventiva. Paulino foi detido há um ano.

No terreno da avó do ex-fuzileiro, em Tomar, onde Paulino terá sido escondido o armamento, as autoridades encontraram fardos de droga: 66 quilos de cocaína e 16 quilos de haxixe, com um valor aproximado de três milhões de euros.