A popularidade da MTV não é o que já foi. Algumas das estrelas da indústria musical premiadas nos MTV European Music Awards (EMAs) deste ano pareceram confirmar isso mesmo, agradecendo à distância os galardões que lhes foram entregues e não comparecendo na cerimónia que se realizou este domingo em Sevilha. Foi o caso de Taylor Swift, Nicki Minaj, Billie Eilish, Shawn Mendes e Martin Garrix, alguns dos grandes vencedores da edição deste ano dos MTV EMAs. As aparições na gala que fizeram manchetes dos jornais foram, aliás, as de nomes exteriores à música, como Cristiano Ronaldo e a sua namorada e modelo Georgina Rodriguez.

A gala, porém, realizou-se com a pompa e circunstância habitual e voltou a confirmar que os MTV EMAs 2019 têm um cordão umbilical inquebrável com a música pop. O prémio de melhor artista, por exemplo, foi entregue ao canadiano e luso-descendente Shawn Mendes, que superou a concorrência de Ariana Grande, Taylor Swift, Miley Cyrus e J Balvin.

Os prémios confirmaram ainda que a norte-americana Billie Eilish é a grande revelação da música pop e da indústria musical em 2019. A jovem de apenas 17 anos, que este ano lançou o seu álbum de estreia When We All Fall Asleep, Where Do We Go?, não venceu apenas na importante categoria de Melhor Canção — com “Bad Guy”, que superou “Old Town Road (Remix)” de Lil Nas X e Billi Ray Cyrus, “7 Rings” de Ariana Grande, “Sunflower” de Post Malone e Swae Lee e “Señorita” de Shawn Mendes e Camila Cabello. A esse prémio, juntou a distinção de “Melhor Novo Artista”, para o qual estavam também nomeados Lewis Capaldi, Ava Max, Lil Nas X, Lizzo e Mabel.

Liam Gallagher durante a sua atuação na cerimónia dos MTV European Music Awards 2019, em Sevilha (@ Jeff Spicer/Getty Images for MTV)

O prémio de Melhor Vídeo foi entregue ao teledisco de Taylor Swift e Brendon Urie, “Me!”, tendo sido preteridos os videoclips de “Thank U, Next” de Ariana Grande, “bad guy” de Billie Eilish, “Old Town Road” e “Con Altura” de Rosalía, J Balvin e El Guincho. O último tema, contudo, não saiu incólume a prémios, tendo sido distinguido na categoria de Melhor Colaboração.

Na categoria de melhor grupo, os vencedores foram os sul-coreanos BTS, que levaram também para casa o prémio de grupo/artista com melhor performance ao vivo. Halsey recebeu o prémio de melhor pop, FKA Twigs o de melhor artista/banda de música alternativa (superando Lana Del Rey, Solange, Twenty One Pilots e Vampire Weekend) e Martin Garrix o de melhor artista de música eletrónica.

Foram ainda distinguidos os melhores artistas de várias regiões do globo, incluindo europeias, como Fernando Daniel, que venceu na categoria de Melhor Português (superou os também nomeados David Carreira, Plutónio, Prof Jam e TAY), Burna Boy, considerado o melhor artista do continente africano em 2019 e Pablo Vittar, que superou Anitta, Emicida, Kevin O Chris e Ludmilla como melhor artista brasileiro. Pode consultar a lista com a totalidade dos vencedores aqui.

Billie Joe Armstrong, vocalista dos Green Day, esteve presente na gala (@ Andreas Rentz/MTV 2019/Getty Images for MTV)

Como qualquer grande gala de prémios musicais, a cerimónia que se realizou este domingo em Sevilha teve também atuações ao vivo. Pode ver abaixo cinco momentos musicais que destacámos, dos mais saudosistas com Liam Gallagher e os Green Day a interpretarem “Wonderwall” e “Basket Case” ao vivo, respetivamente, à impressionante atuação do novo fenómeno da música pop latina Rosalía.

Liam Gallagher: “Once / “Wonderwall”

O medley serviu para mostrar que está bem ativo. Liam Gallagher, que será sempre o grande antigo vocalista dos Oasis, venceu o prémio de “Ícone Rock” nos MTV European Music Awards 2019 e foi até Sevilha mostrar que tem canções novas que na base soam à Oasis — mas com estruturas mais sinfónicas —, como “Once”, e ainda deu um bombom de brinde aos seus velhos fãs, com o clássico “Wonderwall” dos Oasis. Houve pose de rufia rock star blaisé, pandeireita, air guitar, luzes fuscas, telemóveis acesos no ar e até uma piada à Liam Gallagher com a troca da letra:

“There are many things that I would like to say to you
but I don’t speak spanish”

Rosalía: “Di Mi Nombre”

A cantora espanhola jogava em casa — a cerimónia foi em Sevilha — e por isso levou o seu melhor flamenco-pop ao palco, para uma atuação estética, visual e musicalmente impactante.

Green Day: “Father of All / Basket Case”

Ganharam o prémio de melhor grupo rock e não deixaram créditos passados por apresentar. Aos MTV EMAs 2019, tal como o fez Liam Gallagher, levaram uma canção nova e um êxito antigo, no caso “Basket Case”. Ora veja:

Dua Lipa: “Don’t Start Now”

A cantora e compositora inglesa de 24 anos, Dua Lipa, levou até Sevilha o seu novo single. “Don’t Start Now” estava fresquinho — foi lançado três dias antes — mas foi aquecer a Andaluzia.

Pablo Vittar: “Flash Pose”

A drag queen que atuou recentemente em Portugal superou a porventura favorita Anitta na categoria de Melhor Artista Brasileiro/a, e ainda interpretou ao vivo “Flash Pose” em Sevilha. Um dia em cheio, portanto.