O município de Estremoz anunciou esta segunda-feira ter sido aprovada uma candidatura a fundos comunitários, que abrange quatro concelhos, para controlo de perdas de água no Alentejo Central.

Com um custo total elegível de um milhão de euros, o projeto para “proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos”, que vai ser financiado pelo Fundo de Coesão, engloba, além de Estremoz, os municípios de Alandroal, Reguengos de Monsaraz e Viana do Alentejo, no distrito de Évora.

O projeto pretende, segundo os promotores, capacitar os quatro municípios, as entidades gestoras em baixa, na “efetiva gestão da água para abastecimento e seus usos”.

A iniciativa vai também permitir “aumentar o nível de monitorização dos caudais aduzidos às redes de distribuição de água dos quatro concelhos”, de modo a criar conhecimento da rede a gerir, permitindo “o controlo efetivo das perdas reais através da deteção atempada de roturas nas condutas”.

Os trabalhos incluem ainda a correção de troços de condutas de água onde estão identificadas elevadas perdas associadas às avarias (roturas), através da substituição desses troços.