Um dos quatro filhos do antigo presidente da Alemanha Richard von Weizsäcker morreu na terça-feira ao final da tarde (entre as 19h e 20h locais), após ter sido esfaqueado até à morte, noticiou esta quarta-feira o site Euronews. Fritz von Weizsäcker tinha 59 anos, era médico e estava a dar uma palestra no hospital Schlosspark-Klinik, em Charlottenburg, Berlim, no qual trabalhava, quando um membro da plateia o atacou com uma faca. A vítima morreu no local.

As autoridades locais não conhecem ainda as motivações do suspeito do homicídio. Sabe-se apenas que tinha 57 anos, que seria paciente daquele hospital e que foi detido no local do crime, por intervenção de um polícia que estava na assistência — embora não estivesse de serviço — e que foi ajudado por outros elementos da plateia.

O polícia que ajudou a deter o suspeito terá ficado seriamente ferido, mas foi entretanto hospitalizado e não correrá perigo de vida, segundo a Euronews. Ao todo, estariam a assistir à palestra de Fritz von Weizsäcker cerca de 20 pessoas. O principal suspeito do seu homicídio não estava sinalizado como perigoso pela polícia, segundo a CNN, e será presente a juiz ainda esta quarta-feira.

Fritz von Weizsäcker era filho de um histórico político alemão falecido em 2015, que começou por ser presidente da Alemanha Ocidental entre 1984 e 1990 e que se tornou depois o primeiro presidente da Alemanha reunificada (esteve no cargo entre 1990 e 1994). Como clínico, especializou-se em medicina interna e gastroentrologia e desempenhava o cargo de chefe.