Morreu o antigo baterista e letrista da banda canadiana de rock, Rush. Neil Peart tinha 67 anos e entrou na banda — que passou pelo hard-rock e pelo rock progressivo, por exemplo — em 1974, seis anos depois de esta se formar, para substituir o fundador John Rutsey.

O músico morreu em Santa Monica, na Califórnia, depois de “uma batalha de vários anos [três e meio] com um cancro no cérebro”, indica a publicação musical Pitchfork, que destaca a sua fama conquistada por “dotes técnicos e estilo de performance único”. A notícia foi avançada por meios como a CBC News e a revista Rolling Stone.

O baterista em 1977 (@ Fin Costello/Redferns)

Neil Peart, acrescenta a Pitchfork, “era considerado por muitos um dos melhores bateristas de rock de sempre” e saiu da banda em 2015, altura em que abandonou a carreira musical.

O músico foi um dos grandes responsáveis pelo som e propulsão rítmica dos Rush. Entre as publicações de especialidade, a  britânica New Musical Express chama-lhe “visionário” e a norte-americana Rolling Stone destaca que Peart “estabeleceu um novo padrão para o virtuosismo no rock”.