É impossível não reconhecer, em absoluta unanimidade, que a temporada de prémios em Hollywood estava meio morna — Globos de Ouro e Critics’ Choice Awards. Mas o caso mudou de figura na noite do último domingo, quando dezenas de estrelas acorreram à 26ª edição dos Screen Actors Guild Awards, os prémios de cinema e televisão entregues pelo sindicato dos atores. Vestidas a rigor, com rasgo criativo e ariscando em escolhas improváveis, de repente, ficou fácil distribuir umas quantas medalhas de ouro, até mesmo a atrizes que não costumam propriamente primar pelas escolhas de guarda-roupa certeiras — como é o caso de Scarlett Johansson e de Reese Witherspoon –, ou a Jennifer Lopez, que depois de escolhas muito pouco consensuais, parece finalmente ter acertado na muche.

Jennifer Lopez vestida por Georges Hobeika © FREDERIC J. BROWN / AFP

A noite foi surpreendentemente rica em Los Angeles, sobretudo no que toca à famosa red carpet. Os SAG Awards podem estar longe de ser os prémios de cinema e televisão mais aguardados do ano, mas a adesão das estrelas fez do último domingo uma noite memorável. O preto, com ou sem brilhos adicionados, foi claramente uma das cores da noite — Jennifer Lopez (que terá percebido que, muitas vezes, a simplicidade é a melhor fórmula), Lupita Nyong’o (sem sombra de dúvida, uma das atrizes mais bem vestidas da noite), Michelle Williams, Reese Witherspoon, Phoebe Waller-Bridge (um dos visuais mais arrojados da noite), Gwendoline ChristieJoey King, Allison Janney e Winona Ryder passaram com distinção neste teste. A cor pode não comprometer, mas elas souberam fazê-lo ao arriscar em cortes e materiais diferentes.

Mas a passadeira vermelha também se pintou de azul, sobretudo das tonalidades mais noturnas. Renée Zellweger (e um vestido assinado pela Maison Margiela), Glenn Close, Nicole Kidman, Helena Bonham Carter e Samira Wiley deixaram a tendência bem clara.

Zoë Kravitz adotou um estilo clássico e intemporal com um vestido Oscar de la Renta e umas longas luvas brancas © Jeff Kravitz/FilmMagic

O desfile ficou ainda marcado por escolhas especiais. Charlize Theron, durante anos uma embaixadora fiel da Dior, tem estado a experimentar outras possibilidades depois dos últimos Globos de Ouro. Desta vez, a atriz sul-africana escolheu um look de duas peças Givenchy. Jennifer Aniston é que parece andar de olho na maison francesa. Para os SAG Awards, escolheu um vestido branco vintage e não precisou de mais nada, até porque, com Brad Pitt, protagonizou o momento da noite. Zoë Kravitz deixou de lado a natureza provocante das criações Saint Laurent e optou por um vestido Oscar de la Renta desenhado à luz dos clássicos de Hollywood.

Nem todas as estrelas posaram na passadeira vermelha. Robert de Niro e Meryl Streep reencontraram-se no interior do recinto © MICHAEL TRAN/AFP via Getty Images

Os fatos e macacões também estiveram em altas, um campeonato ganho por Margaret Qualley, em Chanel. Mas houve outras estrelas bem-sucedidas. Maya Hawke e Millie Bobby Brown souberam bem como vestir calças. Na red carpet, houve ainda lugar para explosões de cor, sobretudo vermelhos, rosas e laranjas, responsáveis por aquecer a atmosfera. Falamos de Cynthia Erivo e do seu Schiaparelli, de Kathryn Newton em Valentino, de Sophie Turner em Louis Vuitton e do Mugler de Danai Gurira.

A atriz Margaret Qualley usou um fato Chanel © Jeff Kravitz/FilmMagic

Na fotogaleria, veja os visuais que marcaram a a passadeira vermelha dos SAG Awards.