A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) registou como uma “publicação periódica de informação geral” um site incluído no projeto de “Monitorização de propaganda e desinformação nas redes sociais”, do Medialab do ISCTE, e que não tem qualquer jornalista, de acordo com o Diário de Notícias. O Notícias Viriato (NV) apresenta-se como “um jornal diário online” e “um projeto de informação e comunicação”, mas Gustavo Cardoso, coordenador da lista de vigilância do ISCTE, refere que se trata de “um site de propaganda”.

O NV está desde novembro registado na ERC como um órgão de comunicação social. Porém, segundo Gustavo Cardoso, os conteúdos são “propagandísticos” e partilham “uma visão ideológica que o afasta de poder ser um órgão de comunicação social”.

As publicações do NV já foram, inclusive, alvo de fact-checks pelo Observador, assim como pelo site de verificação de informação Polígrafo.

Num dos casos publicado pelo Observador, o NV referia que “o co-Fundador e ex-presidente da Greenpeace, Patrick Moore”, tinha descrito “as maquinações cínicas e corruptas que alimentam a narrativa do aquecimento global e das ‘alterações climáticas’.” Porém, Patrick Moore não ajudou a fundar a organização ambientalista (embora tenha tido um papel na ONG).

Segundo a análise do Medialab, a maioria dos conteúdos do site são “traduções/adaptações de artigos de outras fontes, por vezes órgãos de comunicação social reconhecidos, outras vezes websites com pendor nacionalista e/ou de extrema direita”.

Ao Diário de Notícias, Leonete Botelho, presidente da Comissão da Carteira Profissional de Jornalista, que certifica jornalistas, considera que o NV “não se pode considerar um jornal, porque desde logo tem de ter jornalistas e praticar jornalismo”.