Inspirada na obra “A Volta ao Mundo em Oitenta Dias”, de Júlio Verne, a Abarth decidiu encerrar as celebrações do 70.º aniversário da marca com uma volta mais curta, pois fica-se pela Europa, mas não menos simbólica, uma vez que o objectivo desta incursão passa por percorrer cerca de 3700 km, atravessando oito países, em 1949 horas.

O número de horas não foi escolhido de ânimo leve. Pelo contrário, o emblema do escorpião quer “colar” a iniciativa ao ano de fundação da Abarth e, simultaneamente, ao número de unidades da edição limitada 695 70° Anniversario, a quem cabe devorar asfalto desde a Holanda até chegar a Portugal, antes de regressar a Turim, Itália. Pelo meio, os fãs, membros de clubes e jornalistas atravessam Bélgica, Alemanha, Suíça, Itália, França, Espanha.

13 fotos

A jornada iniciou-se a 24 de Fevereiro, com a comitiva a partir de Lijnden, cidade holandesa a 10 km de Amesterdão. A Bélgica será a próxima etapa, antes de o Abarth 695 70° Anniversario chegar à Alemanha, o que está previsto acontecer logo no início do próximo mês. Daí, a navegação vai orientar os fãs da marca até Genebra, na Suíça, possivelmente fazendo coincidir essa passagem com o maior certame europeu dedicado ao automóvel, que termina a 15 de Março. A paragem seguinte tem lugar em Turim, onde está sediada a marca, para ganhar fôlego para nova viagem. Desta feita rumo à Riviera francesa e de lá para Espanha, onde Barcelona e Madrid fazem parte do itinerário. A chegada a Portugal e, em concreto, à cidade de Lisboa, em meados de Abril, assinalará o culminar desta aventura que só termina a 14 de Maio, com o regresso do Escorpião a casa.

Esta parece ser a melhor forma de fechar um ano de comemorações, ao lado dos nossos clubes, dos nossos fãs e dos entusiastas da Abarth de toda a Europa que encontrarmos ao longo da viagem”, afirma o responsável das marcas Fiat e Abarth para a Europa, Médio Oriente e África, Luca Napolitano.

O Abarth 695 70° Anniversario está equipado com o 1.4 litros turbo de 180 cv, a motorização mais potente da gama, capaz de atingir 225 km/h de velocidade máxima, depois de passar pelos 100 km/h em apenas 6,7 segundos. Entre as novidades introduzidas nesta série limitada, o destaque vai para o novo Spoiler ad Assetto Variabile, ajustável manualmente em 12 posições com uma inclinação de 0° a 60°, para adaptar o comportamento do veículo à pista. Segundo a marca, com a inclinação máxima (60°), este apêndice aerodinâmico aumenta a carga em até 42 kg a uma velocidade de 200 km/h, o que resulta num desempenho mais estável a altas velocidades, sobretudo em percursos rápidos em que a aderência varia muito.

10 fotos

Esteticamente, esta série especial do 695 distingue-se pela pintura verde Monza 1958 (uma homenagem à cor dos primeiros 500 Abarth que estabeleceram seis recordes internacionais em Monza naquele ano), pelos detalhes em cinzento Campovolo, pelo kit aerodinâmico da carroçaria, pelo escape Record Monza e pelo quadriculado no tejadilho. No interior, mantém-se a aura desportiva com bancos “Sabelt Tricolore” específicos desta edição especial que, por se tratar de uma série limitada, tem direito a exibir uma placa numerada que converte o proprietário do novo Abarth 695 70° Anniversario num coleccionador.

4 fotos