George Clooney mostrou-se descontente depois de um programa de televisão britânico ter denunciado a existência de trabalho infantil em plantações de café na Guatemala. “Sinceramente, fiquei surpreendido e triste ao ver esta história”, afirmou num comunicado enviado à redação da CBS News.

As declarações do ator e embaixador da Nespresso surgem na sequência do mais recente episódio de “Dispatches”, série documental do canal britânico Channel 4, que expôs a existência de crianças a trabalhar em explorações de café neste país da América Central, o décimo maior produtor de café do mundo.

Com o título “Starbucks & Nespresso: The Truth About Your Coffee”, o episódio vai para o ar na próxima segunda-feira. Apesar disso, soube-se durante esta semana que o jornalista Anthony Barnett entrou em algumas quintas da Guatemala e que terão sido recolhidas imagens de crianças a colher grãos de café e a carregar pesos, segundo detalhou a CNN. Já a NBC News fala em crianças obrigadas a trabalhar durante várias horas.

Em reação, a empresa do grupo Nestlé afirmou ter “tolerância zero em ralação ao trabalho infantil” e anunciou uma “investigação rigorosa” para identificar as quintas que estão no centro destas alegações e apurar se fazem parte da cadeia de fornecimento da marca. “Não vão comprar café às quintas desta zona até que a investigação esteja concluída”, indicou Guillaume Le Cunff , CEO da Nespresso.

Por sua vez, também a Starbucks reafirmou uma política de tolerância zero. Segundo um porta-voz, na última colheita, a empresa não comprou grãos de café a nenhuma das quintas em questão e não irá fazê-lo até que todas as condições de trabalho desses produtores sejam verificadas.

Embaixador da Nespresso desde 2006, George Clooney integra há sete anos o Sustainability Advisory Board, uma organização criada dentro da própria empresa para melhorar as condições de trabalho e a sustentabilidade das quintas produtoras de café. “Claramente, esta comissão e esta empresa ainda têm trabalho pela frente. E esse trabalho será feito”, afirmou o ator.

Quem também se pronunciou sobre foi a Rainforest Alliance, ONG que promove modelos de negócio ambiental e eticamente sustentáveis. “Estamos a mobilizar esforços significativos para lidar com o trabalho infantil e para proteger as crianças nas comunidades produtoras de café com que trabalhamos”, indicou o CEO da organização.