Javier Ortega Smith, secretário-geral do Vox, é um dos espanhóis infetado com o coronavírus. O anúncio foi feito esta terça-feira, com o partido de extrema-direita a emitir um comunicado a pedir desculpa por, há dois dias, ter feito um evento que reuniu mais de 9 mil pessoas perto de Madrid. Logo depois, o parlamento espanhol decidiu suspender a sua atividade plenária esta semana, por causa dos vários deputados que foram postos em quarentena. Em Espanha são já 1.227 os casos confirmados, com registo de 31 mortes.

Esta terça-feira, a sessão plenária marcada para as 15h00 foi cancelada, com os eventos previstos para o resto da semana a serem igualmente desmarcados. Segundo o ABC, a presidente do Congresso de Deputados explicou, no entanto, que a medida não está diretamente relacionada com eventuais receios de contágio, por causa do número dois do Vox, mas com a falta dos 52 deputados do partido que com ele lidaram e que comunicaram logo que não iriam comparecer no parlamento no próximos dias. Com a ausência do terceiro maior grupo da Câmara, reduz-se “a legitimidade democrática nas decisões a tomar”, disse Meritxell Batet.

Os deputados do Vox vão permanecer toda a semana em quarentena. Aliás, esta manhã, quando souberam que Javier Ortega Smith tinha testado positivo, começaram logo a abandonar o plenário. Até porque todos eles estiveram juntos no congresso do partido que no sábado juntou mil pessoas e no domingo abriu a portas a simpatizantes, contando com mais de 9 mil presentes, perto de Madrid.

O  próprio partido emitiu já um comunicado a pedir desculpa e a reconhecer que foi um “erro” avançar com tamanha concentração de pessoas numa altura em que o vírus se está a propagar. Ainda assim, atira as responsabilidades para o governo socialista, a quem tece críticas severas pela sua gestão da crise.

Em comunicado, citado pelo El Mundo, o partido liderado por Santiago Abascal diz que “o Governo é irresponsável e brinca com a vida dos espanhóis”.  Isto porque, dizem, o executivo de Pedro Sánchez não acautelou a suspensão de eventos com grandes concentrações de pessoas, nem impediu todas as manifestações femininas que aconteceram dia 8 de março, por ser o Dia Internacional da Mulher. E foi por isso, justifica o Vox, que manteve o congresso.

Entretanto, circulam nas redes sociais já vários vídeos que mostram Javier Ortega Smith a cumprimentar apoiantes e a falar sobre o coronavírus, durante o congresso do fim de semana. Um deles, que está também a ser divulgado pelos jornais espanhóis,  mostra o número dois Vox a tossir.