Uma mulher de 78 anos, natural da América latina, é a primeira morte registada numa cadeia em Espanha, avança o El Mundo. Nesta prisão, há 38 funcionários infetados com a Covid-19.

A reclusa tinha sido transportada para o hospital Arganda del Rey, em Madrid, a 20 de março e terá morrido a 21, refere o mesmo jornal citando fontes das instituições penitenciárias de Espanha. A mulher estava na prisão de Estremera, também na capital espanhola, e já tinha várias doenças que comprometiam o seu sistema imunitário.

No mesmo país, na prisão de Álava, outro recluso foi infetado com o novo coronavírus. Contudo, já terá tido alta hospitalar.

Em Espanha, nas últimas 24 horas ocorreram 514 mortes, elevando o número total de falecidos para 2.694. Ao todo, o país tem 39.673 casos confirmados até esta terça-feira.