Mais de 100 pessoas morreram infetadas com o vírus da covid-19 na Turquia, anunciou este sábado o ministro da Saúde, Fahrettin Koca, acrescentando que o número de total de contaminados aumentou para 7.402.

“Dezasseis pessoas morreram nas últimas 24 horas, elevando o número total de mortes para 108”, precisou o governante, numa mensagem na rede social Twitter.

Na Turquia, uma das principais medidas para limitar a propagação da covid-19 é o confinamento total para as pessoas com mais de 65 anos e para as que têm problemas de saúde.

A Turquia colocou 12 localidades em quarentena e restringiu a circulação rodoviária entre as principais cidades, permitindo apenas as viagens essenciais, tendo ainda cancelado quase todas as rotas aéreas e encerrado as escolas até ao final de abril.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 600 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 28.000.

Dos casos de infeção, pelo menos 129.100 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.