Apesar de a região do Alentejo ser a região do país com menos casos Covid-19, “é preciso não baixar a guarda”, alertou o Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional, Jorge Seguro Sanches, em entrevista à Rádio Observador.

“Enquanto houver um caso, não baixamos a guarda”, disse Jorge Seguro Sanches, reiterando que a população envelhecida e os lares são uma preocupação, mas lembrando que as autoridades locais e a comunidade tem feito um trabalho “extraordinário” no combate à pandemia.

A região do Alentejo é a única do país sem qualquer morte associada ao novo coronavírus, e isto deve-se, segundo o Secretário de Estado, à população, que tem sido “disciplinada”, “consciente” e tem cumprido, em regra, as normas de confinamento, e também às características demográficas da região, como a menor densidade populacional.

Jorge Seguro Sanches lembrou ainda o papel “pedagógico e humano” das autarquias no combate à pandemia, principalmente nos bairros de comunidade cigana, em que a socialização em comunidade pode representar um risco maior de infeção. “Ninguém pode ficar para trás”, disse o Secretário de Estado, realçando o esforço que tem sido feito pela comunidade cigana para permanecer em casa.

A falta de profissionais de saúde disponíveis na região também é uma preocupação, mas Jorge Seguro Sanches garante que, para já, a região tem capacidade de “profissionais, ventiladores e unidades de Cuidados Intensivos”. “Não vou dizer que estou tranquilo, estamos atentos. Temos de rever esta situação para que o país se consiga preparar para situações inesperadas”, acrescentou.

O impacto económico da pandemia tem sido “muito forte” na região do Alentejo. Indústria e comércio estão a ser prejudicados, bem como o turismo, que “está praticamente parado em todo o lado”, revelou o Secretário de Estado. Já o setor da agricultura tem estado em atividade.

“Temos a ambição de continuar a ser zona com números mais reduzidos” do país, garantiu Jorge Seguro Sanches, dizendo que, ainda esta semana, está a aumentar para o dobro a capacidade de realização de testes na região. “Quanto melhor conseguirmos suster esta onda, mais rápido conseguiremos voltar à nossa vida”, acrescentou.

Jorge Seguro Sanches é coordenador no Alentejo, a região com menos casos Covid-19. “É preciso não baixar a guarda”