Confrontos noturnos têm ocorrido nos últimos dias em França entre a polícia e habitantes dos subúrbios de Paris e Estrasburgo apesar das medidas de confinamento, com as autoridades a confirmarem esta terça-feira nove detenções nos arredores da capital francesa.

Nos subúrbios de Paris, a situação está tensa desde um incidente com um motociclista ocorrido no sábado à noite em Villeneuve-la-Garenne, em circunstâncias ainda por esclarecer.

O motociclista, que circulava sem capacete, fez uma fratura numa perna depois de ter embatido contra um carro da polícia descaracterizado.

O incidente, que ocorreu em pleno período de confinamento decretado por causa da pandemia do novo coronavírus, foi rapidamente denunciado nas redes sociais como um “erro policial”.

Nove pessoas foram detidas na noite de segunda para terça-feira nos arredores da capital francesa “por posse de engenhos incendiários e pela participação em grupo com o objetivo de cometer violência e danos”, segundo as forças policiais de Paris, citadas esta terça-feira pelas agências internacionais.

Incidentes já tinham sido verificados durante a noite de domingo para segunda-feira em várias zonas da região administrativa da Ilha de França (que abarca a capital), com cerca de 15 veículos e cerca de 50 caixotes do lixo incendiados.

Na região leste de França, dois distritos da cidade de Estrasburgo também foram cenário de distúrbios durante a noite de segunda para terça-feira e pelo menos quatro pessoas foram detidas.

Em Meinau, na zona sul de Estrasburgo, uma esquadra da polícia foi atingida por cocktails molotov, enquanto em Port du Rhin, na zona leste, caixotes do lixo e um carro foram incendiados.

Segundo a rádio local France Bleu Alsace, um carro da polícia também foi atingido por um petardo em Meinau.

“Até agora, estava tudo bastante calmo” em Estrasburgo, mas “estamos a começar a sentir uma tensão crescente nos distritos”, declarou à rádio France Bleu Alsace um autarca local.

França regista, desde o início da pandemia, um total de 20.265 mortes e 114.657 casos confirmados de Covid-19, segundo dados anunciados na segunda-feira.

As medidas de confinamento decretadas pelo governo francês prolongam-se até 11 de maio.

A nível global, o novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já provocou mais de 170 mil mortos e infetou quase 2,5 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 558 mil doentes foram considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.