O Presidente dos EUA, Donald Trump, comentou favoravelmente um post no Twitter sobre o regresso do ditador da Coreia do Norte, que esteve 20 dias sem aparecer publicamente ou nos media norte-coreanos.

“Eu, por mim, estou contente por ele estar bem e de volta”, escreveu Donald Trump este sábado no Twitter.

As declarações de Donald Trump no Twitter surgem depois de semanas de especulação em torno da localização e estado de saúde de Kim Jong-un. As suspeitas começaram depois de o Kim Jong-un ter faltado à cerimónia anual do 15 de abril, conhecido como Dia do Sol, por ter sido nessa data que nasceu o fundador da Coreia do Norte, Kim Il-sung, avô do atual líder.

Depois de 20 dias de ausência, imprensa norte-coreana diz que Kim Jong-Un reapareceu

Durante esse período de especulação, Donald Trump chegou a dizer que teria “algo a dizer” sobre o suposto desparecimento de Kim Jong-un “na altura adequada”. Porém, já após o regresso de Kim Jong-un, Donald Trump disse simplesmente: “Não quero falar sobre isso”.

As outras vezes em que os Kim da Coreia do Norte desapareceram: da notícia falsa de 1986 à bengala de 2014

Donald Trump e Kim Jong-un fizeram história ao terem protagonizado, em junho de 2018, a primeira entre dois líderes dos EUA e da Coreia do Norte. Nessa altura, ambos firmaram o compromisso para discutir a desnuclearização da Península da Coreia —o que forçosamente inclui, além da Coreia do Norte, a Coreia do Sul. Porém, apesar de dois encontros subsequentes, esses esforços continuam ainda sem qualquer materialização.