Os utentes e funcionários dos três lares de idosos tutelados pela Misericórdia de Mogadouro deram negativo para o novo coronavírus após a realização de testes de despistagem num universo de 390 pessoas, indicou esta quarta-feira o provedor.

“Todo o processo iniciou-se depois de uma solicitação da nossa parte à Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste para a testagem de funcionários que iam entrar ao serviço. Depois seguiram-se testes aos restantes funcionários, num total de 220”, indicou à Lusa João Henriques. Segundo o provedor, os 170 utentes que estão distribuídos pelos três lares e Unidades de Cuidados Continuados (UCC) sob a responsabilidade da Santa Casa da Misericórdia de Mogadouro, no distrito de Bragança, também testaram negativo para a Covid-19.

Foi uma satisfação todos os testes darem negativo para a Covid-19 e vamos tentar manter-nos desta forma”, indicou o responsável.

A Misericórdia de Mogadouro já implantou a terceira fase do plano de contingência, com a criação de uma unidade de retaguarda com 12 camas e pessoal de enfermagem e auxiliar preparado para receber utentes daquela instituição que venham a ser infetados com o novo coronavírus.

Trata-se de um espaço dotado de 12 camas e com todas as medidas de segurança, ao nível dos equipamentos de proteção individual para os utentes e funcionários que venham a ser infetados pelo novo coronavírus e ali possam ser tratados e acompanhados por pessoal médico, enfermagem e auxiliares”, explicou João Henriques.

Segundo a página oficial da Direção Geral de Saúde (DGS), o concelho de Mogadouro regista três casos ativos de Covid-19.

Portugal regista esta quarta-feira 1.089 mortes relacionadas com a covid-19, mais 15 do que na terça-feira, e 26.182 infetados (mais 480), segundo o boletim epidemiológico divulgado pela DGS. Em comparação com os dados de terça-feira, em que se registavam 1.074 mortos, hoje constatou-se um aumento de óbitos de 1,4%.

Relativamente ao número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus (26.182), os dados da DGS revelam que há mais 480 casos do que na terça-feira (25.702), representando uma subida de 1,9%.