A Aston Martin atravessa um excelente momento, por um lado, mas um mau momento, por outro. A gama do fabricante britânico nunca foi tão moderna, elegante e actual, prestes a ser reforçada com modelos como o Valkyrie e o Valhala, superdesportivos excelentes para a imagem, mas também pelo DBX, o SUV que facilmente se vai tornar no best-seller do fabricante. Porém, a abissal quebra da procura devido à Covid-19, especialmente no momento em que estavam a entrar novos investidores, fragilizou o fabricante inglês.

Depois de trocar o antigo CEO (Andy Palmer) pelo seu colega que chefiava a Mercedes-AMG (Tobias Moers), a Aston Martin está em condições de regressar ao controlo das operações. Mas ainda antes de entregar as primeiras unidades do Valkyrie, o que deverá acontecer antes do Verão (estava previsto para o início do ano), a Aston Martin decidiu cortar 20% dos seus trabalhadores, ou seja, cerca de 500 pessoas, o que lhe vai permitir poupar 42,6 milhões de euros.

4 fotos

Na Bentley vivem-se igualmente dias difíceis, com um mercado britânico que está em queda desde que o Brexit foi anunciado e que não melhorou nada com o coronavírus. Além de estar a preparar um facelift para breve do Bentayga, o SUV do fabricante britânico, a Bentley anunciou ter atrasado os planos para o seu primeiro veículo eléctrico para 2026. Com as vendas a continuarem “adormecidas”, o construtor do grupo alemão Volkswagen optou por despedir 25% dos seus empregados, o que equivale a cerca de 1000 rescisões.

4 fotos

Mas o número de despedimentos mais generoso, entre estes três fabricantes, deverá ser o que a BMW está planear. Envolvendo cerca de 5000 funcionários, o construtor alemão procura atingir a desejada redução recorrendo, sobretudo, a reformas antecipadas e a rescisões por comum acordo, segundo a Automotive News Europe. Em condições normais, seria relativamente fácil levar a bom porto as negociações com os trabahadores, mas não em 2020, uma vez que os funcionários acreditam não ser fácil encontrar um novo posto de trabalho, caso abandonem a marca germânica.